Anais do I Colóquio Semiótica das Mídias. vol. 1, nº 1. João Pessoa, PB: UFAL, 2012.

O jornal-laboratório impresso como espaço de inovação e experimentação de novos sentidos

Manuel José Sena Dutra
UFPA

O excesso contemporâneo de informação, disponibilizado ininterruptamente por diversificadas formas de mediatização, trazendo consigo a tendência à padronização de conteúdos e de seu tratamento jornalístico, está a exigir reflexões profundas no âmbito universitário. Ao mesmo tempo, esse excesso produz a perda de atenção especialmente do leitor multi-assediado pela indústria da imagem, do som e do hipertexto. Assim, trabalhar o Jornalismo Impresso nos Cursos de Jornalismo sem levar em conta essa premente realidade, é cair no extemporâneo. Segundo Costa, “a Internet é justamente o principal ponto de intersecção do universo eletrônico com o universo impresso, pela centralidade do texto em sua constituição”. Isso se dá contrariamente ao predomínio quase absoluto da imagem na televisão e no universo do vídeo. Na internet, segundo esse ponto de vista, o texto encontrou uma forma não apenas de se reproduzir mais facilmente, mas também de desenvolver algumas potencialidades que permaneciam restritas no suporte papel. De que formas esta anterior restrição está sendo influenciada, e em que intensidade, pelo texto de suporte digital é um dos principais desafios deste projeto de pesquisa. É evidente que, se existe essa proximidade do texto de suporte escritural e aquele do ambiente digital, trata-se de construções diferenciadas, pois disponibilizadas de forma muito distinta. Embora o produtor do texto em papel não possa subestimar essa realidade, cabe a este desenvolver formas novas de produção. Objetivo: Oferecer ao estudante de jornalismo um ambiente de prática interdisciplinar, onde são articulados, de maneira criativa, os conteúdos das diversas disciplinas, e onde as técnicas específicas do fazer jornalístico imbricam-se com a reflexão teórica e a pesquisa, na busca da inovação e da experimentação de novos sentidos, resultado das novas formas de criação do texto jornalístico.