Anais do I Colóquio Semiótica das Mídias. vol. 1, nº 1. João Pessoa, PB: UFAL, 2012.

O fato como relato: novas estratégias de significação na apresentação de um telejornal brasileiro

Fabiano Maggioni
UFSM

 

As modernas configurações dos telejornais no Brasil têm apresentado um modelo diferente dos preceitos tradicionais ditados pelo jornalismo televisivo. A linguagem telejornalística vem introduzindo ostensivamente elementos da linguagem cinematográfica, relato cinematográfico de que falam Gaudreault e Jost, em sua composição, sendo que, a apresentação destes telejornais assumiu o tom do entretenimento. Esta proposta de análise compõe a síntese da pesquisa de doutorado, em elaboração pelo presente autor, e já possibilita a obtenção de pistas de uma fusão significativa da linguagem telejornalística com a cinematográfica. Aqui pretendo verificar, na complexidade da linguagem televisual, como este novo fenômeno vem acontecendo através dos sentidos que são produzidos, no telejornal “Jornal do Almoço”, veiculado no sul do Brasil. As entradas metodológicas serão feitas pela Teoria da Imagem e pressupostos da linguagem audiovisual, para observar a configuração da imagem fixa e cinética, e da Semiologia dos Discursos Sociais, para verificar os efeitos de referencialidade compostos pela narrativa. Considerando o objeto como um enunciado televisivo, é possível determinar posições de sujeitos enunciativos do discurso televisivo e os valores objetivados entre ambos ali, ancorados na linguagem audiovisual. Destes significados são extraídos os referenciais, ligados à valores já calcados nas culturas dos receptores/enunciatários. Com esta abordagem, é possível detectar um acentuado uso de estratégias cinematográficas, como de planos, enquadramentos e deslocamentos de câmera, empenhadas na apresentação do telejornal, tornando espetacular o relato dos fatos. O engajamento desta proposta de estudos com os objetivos deste evento, mostra-se na medida em que um dispositivo midiático propõe adaptações em sua linguagem, por meio de estratégias sígnicas de imagem televisual. Este expediente constitui-se num fenômeno midiático carente de uma abordagem de análise semiótica.

 

Texto completo: PDF