Anais do III Colóquio Semiótica das Mídias. vol. 3, nº 1. Japaratinga, AL: UFAL, 2014.

Corpo peregrino e corpo-imagem no Círio de Nazaré

Otacílio Amaral Filho e Regina de Fátima Mendonça Alves
Universidade Federal do Pará - UFPA

 

Resumo

Este artigo apresenta resultados iniciais de uma das vertentes do projeto de pesquisa “Mídia real: as encenações da cultura, da política e do público na Amazônia”, que analisa o espaço público midiatizado na contemporaneidade, para mostrar a sobreposição entre o público e o privado como forma dominante da narrativa midiática pela lógica da espetacularização. A empiria é o corpo-imagem do peregrino no Círio de Nazaré, devassado pelo espetáculo midiático da fé religiosa. As práticas de martírio e autoflagelação são tão antigas quanto a história humana, mas elas vêm para a contemporaneidade como forma de produção de sentido por uma relação entre o corpo e a fé como imagem pela narrativa midiática. O peregrino constrói sua performance ritualística também como imagem para a mídia e junto com a mídia. Este corpo-imagem em sofrimento e em exposição como expressão da fé é mostrado pela mídia para um efeito espetacular. No Círio de Nazaré, em Belém do Pará, a análise das transmissões televisivas da romaria a partir dos anos de 1990 mostra um aumento significativo das promessas espetaculares e da performance ritual na procissão, numa forma de negociação com a mídia por uma espécie de pedagogia da imagem em que as partes completam a produção do efeito midiático, de forma que a performance se torna uma tradição inventada, amplificada e devolvida para o espaço público pela narrativa midiática no sentido da repetição do ritual e do seu reconhecimento público como imagem.

 

Abstract

This paper presents initial results of one aspect of the research project "Real media: the productions of culture, politics and the public in the Amazon," which examines the mediatized public space in contemporary times to show the overlap between public and private as the dominant media narrative logic of the spectacle form. The empiricism is the body-image of the pilgrim Cirio de Nazaré, trespass the media spectacle of religious faith. The practice of self-flagellation and martyrdom are as old as human history, but they come as a contemporary form of meaning production by a relationship between body image and faith as the media narrative. The pilgrim also builds his ritualistic performance as an image to the media and with the media. This body-image distress and exposure as an expression of faith is shown by the media for a spectacular effect. In Cirio de Nazaré, in Belém do Pará, analysis of television broadcasts of the festival from 1990 shows a significant increase of promises and spectacular ritual performance in the procession, a form of negotiation with the media for a kind of pedagogy image where the parties complete the production of media effect, so that the performance becomes an invented, amplified and returned to the public space by media narrative in the sense of repetition of the ritual and its public image recognition as tradition.

 

Texto completo: PDF