CISECO - Centro Internacional de Semiótica e Comunicação

:: Notícias

VIII edição do Pentálogo do Ciseco inicia discussões com foco na circulação discursiva

 

A função social da comunicação, esta foi a abordagem que endossou as discussões da VIII reunião do Centro Internacional de Semiótica e Comunicação (Ciseco), iniciado nesta segunda-feira, dia 25, em Japaratinga. O tema “A Circulação discursiva e transformação da sociedade” deste ano dá continuidade ao que foi debatido no último Pentálogo: “A circulação discursiva: entre produção e reconhecimento”.

O diretor do Ciseco, Antônio Fausto Neto, abriu o evento dando as boas-vindas aos participantes e frisando a relevância por estimular um trabalho exitoso, tanto em público quanto em estudos qualificados. O diretor expôs ainda a necessidade de dar continuidade aos grupos de debates que são o pontapé muitas vezes, para interlocuções que se iniciam dentro do evento: “O Pentálogo existe há 10 anos e tem contribuído assertivamente em pesquisas de impacto comunicacional ”, citou o comunicólogo.

Parcerias

Sandra Nunes Leite, coordenadora do curso de Relações Públicas da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), e responsável local pela organização do encontro demonstrou gratidão pelos apoios fornecidos e convidou o público a interagir com a programação. A Coordenadora agradeceu aos auxílios concedidos pela Ufal, assim como do Sindicato dos Trabalhadores da Ufal (Sintufal), e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal). “Compilamos esforços e tivemos a oportunidade de dar seguimento às discussões que são tão pertinentes as problemáticas sociais”, explicou a coordenadora. Sandra também realiza conferência  neste primeiro dia do evento, abordando em sua apresentação “As encruzilhadas da Comunicação”. Sandra Nunes se manteve em trabalho contínuo durante todo o ano de 2017 com a sua equipe, formada por alunos de Relações Públicas e Jornalismo da Ufal, que contribuem até o momento na execução do Ciseco. 

O assessor internacional da Ufal, Aruã Lima, também esteve presente reforçando em seu discurso o suporte fornecido pela gestão da universidade. “Este evento desenvolve análises em comunicação e oferta aos grupos locais um produto conciso”, citou o assessor. Suzanne de Cheveigné, pesquisadora do Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS), concluiu destacando a importância das interações num âmbito direto entre os estudiosos, citando um caminho horizontal das pesquisas internacionais de comunicação.

Primeira conferência

A palestra de abertura manteve o formato de exposição de conteúdos e debate tradicional, e foi proferida pelo professor Adriano Duarte Rodrigues da Universidade Nova de Lisboa. Em pauta esteve o processo de aprendizagem na infância necessário para reproduzir as capacidades comunicacionais no indivíduo. O pesquisador abordou a evolução dos dispositivos que atuam neste meio de cognição e, influenciam na assimilação da linguagem e entendimento.

O evento conta ainda com programações variadas até o dia 29 de setembro, em blocos de duas palestras pela manhã e três à tarde, disponibilizando similarmente grupos de trabalhos na quarta-feira, dia 27. O evento oferta também oficinas para a comunidade de Japaratinga, evolvendo a sociedade do litoral norte do estado com as interações do colóquio. Todas as produções realizadas serão divulgadas no site do evento http://www.ciseco.org.br/, que fornece maiores informações as instituições e participantes interessados.

Com informações da ASCOM-FAPEAL

 

Compartilhe!

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Todos os direitos reservados para CISECO - Centro Internacional de Semiótica e Comunicação

Top Desktop version