CISECO - Centro Internacional de Semiótica e Comunicação

:: Notícias

Pentálogo segue debates, com discussões acerca da circulação visual e cinematográfica

Interatividade, esta foi a tônica que moveu a programação desta quinta-feira, dia 28 de setembro, na VIII edição do Pentálogo do Centro Internacional de Semiótica e Comunicação (CISECO). O Pentálogo disponibilizou uma entrevista em vídeo conduzida pelo doutor em jornalismo Paulo César Castro, com o pesquisador em comunicação e sociólogo da Universidade do Rio de Janeiro (UFRJ), Muniz Sodré. [O vídeo está disponível no Youtube do CISECO]

A pauta proposta abordou a circulação das imagens e as recentes produções online do pesquisador sobre o tema. Fazendo referência a esse estudo, foi lida a proposta de artigo de Sodré um texto que reúne elementos visuais seguindo um processo histórico brasileiro, junto a inserções de momentos relevantes internacionais. A construção desta narrativa cronológica buscava retratar personagens ou, figuras e seus recursos imagéticos que, simbolizaram um momento de circulação à linguagem.

O teórico deu apontamentos sobre o que a cultura circulatória se tornou e que atualmente existe um acervo de livros disponíveis na web que auxiliam a compreender o assunto de maneira mais próxima. “A internet é o lugar para o debate desta informação, porque é o espaço da mobilidade”, frisou o comunicólogo. Segundo Sodré, este ambiente é uma morada nômade, porque a rede oferece aos objetos a oportunidade de ser móvel, de ser transportada.

Foi analisado ainda o novo conceito de ecologia, identificado por ele como uma chave para o estudo de fenômenos e meios comunicacionais. Este local seria adequado para observar os dispositivos e a circulação, onde se tem de lidar com a superabundância dos meios. No debate, as perguntas propostas foram arquivadas para serem encaminhadas pelo mediador ao estudioso, e suas respostas serão publicadas posteriormente no site do evento.

Imagem e cinematografia
A programação seguiu com palestras proferidas pelo pesquisador argentino do Instituto Universitário Nacional da Arte, Oscar Traversa, que argumentou sobre a circulação cinematográfica. Fechando o bloco da tarde o pesquisador da Universidade de Brasília (UnB) Sergio Porto apresentou a pesquisa realizada junto à também pesquisadora da UnB Célia Mota, num trabalho que discute o filme “Um perfil para dois” e a sua circulação discursiva em uma sociedade tecnológica. Os conteúdos caminham dentro do tema central do Ciseco “Circulação discursiva e transformação da sociedade”, que encerra seus debates na próxima sexta-feira, dia 29 de setembro.

Este ano as inscrições dos trabalhos foram superiores ao ano anterior, o que permitiu ampliar as salas de discussão.

Compartilhe!

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Todos os direitos reservados para CISECO - Centro Internacional de Semiótica e Comunicação

Top Desktop version