CISECO - Centro Internacional de Semiótica e Comunicação

:: Notícias

PENTÁLOGO X: Currículo e trajetória acadêmica dos 12 conferencistas do evento

• ANTÔNIO LUIZ OLIVEIRA HEBERLÊ

Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos- Unisinos (2005). Possui Mestrado em Comunicação Social (divulgação científica) pelo Instituto Metodista de Ensino Superior (1986). É Bacharel em Comunicação Social-Jornalismo pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Trabalha na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, exercendo a função de pesquisador, em Brasília, junto a Embrapa Café. Jornalista, pesquisador e professo, dedica-se as áreas de Comunicação para o Desenvolvimento, Comunicação Rural, Pesquisa em Comunicação, Comunicação Comunitária e Semiótica. Ainda no campo da Comunicação dedica-se à divulgação científica e ao jornalismo científico. É vice-presidente do Centro Internacional de Semiótica e Comunicação (CISECO).

Entrevista com Antônio Heberlê: http://www.ciseco.org.br/index.php/noticias/entrevistas/385-metodologias-inspiram-aprendizado-de-novas-praticas-de-comunicacao-na-amazonia

 

• CIDOVAL MORAIS DE SOUSA

É bacharel em Comunicação Social pela Universidade Estadual da Paraíba (1995), estudou Ciências Sociais (1986-90), fez especialização em Sociologia na Universidade Federal da Paraíba (1997) e doutorou-se em Geociências pela Universidade Estadual de Campinas (2005). Fez estudos de Pós-doutoramento na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) em Sociologia da Ciência e da Tecnologia (Enfoque CTS), com supervisão da Profa. Dra. Maria Cristina P. Innocentini Hayashi. É professor efetivo da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), vinculado ao Programas de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional. Tem investigado, estudado, publicado e orientado monografias, dissertações e teses com ênfase nos seguintes temas: Regionalização Midiática; Educação e Ciência; Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Regional; Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional; Água, saúde pública e desenvolvimento regional; desenvolvimento de cidades de pequeno e médio porte. Colabora com o PPGCTS da UFSCar. Publicou/organizou vários livros temáticos e artigos em periódicos nacionais e estrangeiros. Tem experiência na área de comunicação midiática (jornal, rádio, revista, televisão, blog, etc), direção de editoras universitária, edição científica, faz roteiros, produz documentários científicos e históricos.

 

• JOSÉ LUIZ BRAGA

Professor Titular e pesquisador no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Unisinos (RS) desde 1999, tendo coordenado o Programa de 2002 a 2004. É Pesquisador 1A do CNPq. Doutor em Comunicação pela Université de Paris II, Institut Français de Presse (1984). Mestre em Educação pela Florida State University. Foi pesquisador em TV Educativa no Instituto de Pesquisas Espaciais (Projeto Saci). Foi professor no Departamento de Comunicação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB  1978-87) e da Universidade de Brasília (UnB 1987-99), tendo sido, nesta última, Diretor da Faculdade de Comunicação. Foi Presidente da COMPÓS (Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação) gestão 1993-95. É autor de “A sociedade enfrenta sua mídia: dispositivos sociais de crítica midiática” (Editora Paulus, São Paulo, 2006); e de outros livros e artigos acadêmicos na área da Comunicação. Atua principalmente nas seguintes áreas de interesse: métodos de pesquisa em Comunicação; crítica mediática; mediatização.

Entrevista com José Braga: http://www.ciseco.org.br/index.php/noticias/entrevistas/416-midiatizacao-promove-novas-possibilidades-de-cenarios-educacionais-e-democraticos

 

• JUCIANO DE SOUSA LACERDA

Professor Associado II do Curso de Comunicação Social da UFRN. Professor permanente e membro do Núcleo Docente Estruturante do Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia, na linha de pesquisa Estudos da Mídia e Práticas Sociais. Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2008). Desenvolveu pesquisa de Pós-Doutorado na Universidade Autônoma de Barcelona (UAB) como bolsista da Capes/Programa de Estágio Sênior no Exterior/ Processo nº 88881.120875/2016-01 (2017-18). É coordenador do Grupo de Pesquisa Pragmática da Comunicação e da Mídia (PRAGMA/UFRN/CNPq). É coordenador do Núcleo de Cooperação Internacional e Interinstitucional do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/HUOL/UFRN). É pesquisador do projeto de inovação Pesquisa Aplicada para Integração Inteligente Orientada ao Fortalecimento das Redes de Atenção para Resposta Rápida à Sífilis (LAIS/SEDIS/NESC/UFRN/OPAS/MS 2018-2021).

Entrevista com Juciano Lacerda: http://www.ciseco.org.br/index.php/noticias/entrevistas/444-pesquisador-relaciona-midias-com-prevencao-e-tratamento-da-sifilis-e-preciso-equacionar-outras-formas-de-comunicacao-mais-territorializadas

 

• MANUEL JOSÉ SENA DUTRA

Jornalista profissional, professor no Curso de Comunicação/Jornalismo da Universidade Federal do Pará. Detentor de três Prêmios Esso Região Norte, possui graduação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (1972), especialização em Educação Ambiental (Núcleo de Meio Ambiente - NUMA/UFPA), 1995, mestrado em Planejamento do Desenvolvimento pela Universidade Federal do Pará (1997) e doutorado em Ciências Sócio-Ambientais (Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido) pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA) da Universidade Federal do Pará (2003), com disciplinas cursadas em programa interinstitucional com a Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (Facom) e estágio doutoral no Centro de Ciências da Comunicação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), São Leopoldo, RS. Tem experiência na área interdisciplinar Comunicação e Meio Ambiente, com ênfase em análise do discurso e processos midiáticos. Linhas de pesquisa: mídia/discurso, mídia/meio ambiente.

Entrevista com Manuel Dutra: http://www.ciseco.org.br/index.php/noticias/entrevistas/413-midia-nacional-atua-na-ressignificacao-de-sentidos-regionais-amazonicos

 

• MARIO CARLÓN

Doctor en Ciencias Sociales por la Universidad de Buenos Aires. Licenciado en Historia del Arte por la Universidad Nacional de La Plata. Investigador del Instituto Gino Germani de la Facultad de Ciencias Sociales de la Universidad de Buenos Aires, donde tiene radicado el Proyecto de Investigación Ubacyt “Lo contemporáneo en la política, las artes y los medios”. Profesor Titular a cargo de la asignatura Semiotica de Redes en la Carrera de Comunicación de la Universidad de Buenos Aires. Fue Presidente de AsAECA (Asociacion Argentina de Estudios sobre Cine y Audiovisual, 2013-2015). Entre otros libros ha publicado: Despues del fin. Una perspectiva no antropocéntrica sobre la post-tv, el post-cine y YouTube (La Crujía, 2016), junto a Yvana Fechine, O fim da televisão (Confraria do Vento, 2014); en colaboración con Carlos A. Scolari, El fin de los medios masivos. El debate continua (La Crujía, 2014) y Colabor_arte. Medios y arte en la era de la producción colaborativa (La Crujía, 2012); con Antonio Fausto Neto, Las políticas de los internautas. Nuevas formas de participación (La Crujía, 2012). También ha publicado. De lo cinematográfico a lo televisivo. Metatelevisión, lenguaje y temporalidad (traducido al portugués en 2012 por la Universidad do Vale do Rio dos Sinos, Brasil) y Sobre lo televisivo: dispositivos, discursos y sujetos (La Crujía, 2004).

Entrevista com Mario Carlón: http://www.ciseco.org.br/index.php/noticias/entrevistas/430-a-ambiencia-digital-em-convergencia-com-o-pentalogo-x-a-midiatizacao-nos-transforma-mas-tambem-definimos-a-direcao-da-midiatizacao

 

• MOISÉS SBARDELOTTO

É Mestre e doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), na linha de pesquisa Midiatização e Processos Sociais, com estágio doutoral (bolsa PDSE/Capes) na Università di Roma ''La Sapienza'', na Itália. Bacharel em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atualmente, é professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Unisinos, onde realiza estágio pós-doutoral (bolsa Fapergs/Capes). Autor de ''E o Verbo se fez rede: religiosidades em reconstrução no ambiente digital'' (Paulinas, 2017) e de ''E o Verbo se fez bit: A comunicação e a experiência religiosas na internet'' (Santuário, 2012). Colaborador do Instituto Humanitas Unisinos (IHU). Tem experiência na área de Comunicação e midiatização, com ênfase na interface mídia e religião.

Entrevista com Moisés Sbardelotto: http://www.ciseco.org.br/index.php/noticias/entrevistas/405-novas-interfaces-de-aprendizagem-entre-ser-cristao-catolico-e-ser-lgbt

 

• RICARDO MIRANDA

Possui graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas pela União Metropolitana de Educação e Cultura (2011), Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento pela Universidade Federal da Bahia (2014) e Doutorado em Ecologia pela UFBA (2019) incluindo Doutorado Sanduíche de 1 ano no National Marine Science Centre, Southern Cross University, Austrália. A experiência profissional é baseada em pesquisa, ensino, extensão na área marinha em temas como, ecologia marinha, recifes de corais, corais escleractíneos, espécies exóticas invasoras, mudanças climáticas, estatística, delineamento experimental, biomonitoramento marinho, impacto ambiental, serviços ecossistêmicos, unidades de conservação, comunidades tradicionais de pescadores e áreas afins. Atua em pesquisa há 10 anos utilizando mergulho científico como ferramenta para avaliação de impacto ambiental. É mergulhador avançado e socorrista certificado pela NAUI com curso de fornecimento de oxigênio e primeiros socorros realizado na Australia pela Royal Life Saving. Atua como revisor de periódicos internacionais como Proceedings of the Royal Society B, Plos One e Ecological Indicators e orienta alunos de mestrado e doutorado. Já organizou e participou de eventos nacionais e internacionais e ministrou aulas de Ecologia e Estatística. Atua como coordenador de campo de programa de monitoramento sócio-ecológico PELD APA Costa dos Corais sendo bolsista de pós-doc na Universidade Federal de Alagoas integrante do Laboratório de Conservação no Século 21.

 

• SANDRA MASSONI

Actualmente es Directora de las Carreras de Posgrado Maestría en Comunicación Estratégica y Especialización en Comunicación Ambiental en la Universidad Nacional de Rosario (UNR) de Argentina.

Es catedrática de comunicación estratégica, consultora, investigadora principal -–categoría I–, de la UNR y docente de posgrado en el nivel doctorado y maestrías, en su país y en el extranjero. Ha realizado numerosas investigaciones y consultorías en las áreas de su especialidad: estrategias de comunicación social, comunicación y desarrollo, comunicación ambiental y comunicación educativa. 

Ha publicado 18 libros y 34 capítulos de libros. Los últimos como autora individual: “Avatares del comunicador complejo y fluido. Del perfil del comunicador social y otros devenires.” Ediciones CIESPAL, 2016 y “Metodologías de la Comunicación estratégica: del inventario al encuentro sociocultural”, Homo Sapiens Ediciones, 2013.

Ha publicado 64 artículos científicos, 30 con referato.

Es evaluadora de CONEAU y de CONICET de Argentina; miembro de comités en más de 100 eventos académicos y en revistas científicas especializadas de la disciplina en distintos países. Es miembro de la Escuela de Comunicación Estratégica de Rosario.

Ha sido Secretaria de Posgrado de la Facultad de Ciencias Políticas y RR. II. de la Universidad Nacional de Rosario (UNR); Gerente de Comunicación del Instituto Nacional de Tecnología Agropecuaria (INTA); Asesora de comunicación de ministerios, secretarías y municipalidades, universidades y empresas; Coordinadora de Investigación en Comunicación Estratégica del INTA de Argentina; Directora de Revistas Especializadas y de Agencias de Comunicación en su país. 

Ha sido contratada como consultora experta por diversos organismos internacionales y nacionales – se destacan: Instituto Interamericano de Cooperación Agrícola (IICA); Organización de los Estados Americanos (OEA); Secretaría de Agricultura, Ganadería y Pesca de la Nación (SAGyP); Dirección de Asesoramiento Técnico de la provincia de Santa Fe (DAT - OEA - ONUDI); Instituto Nacional de Tecnología Agropecuaria (INTA); PROSOL; Secretaría de Acción Social de la Nación; Fundación para la Integración Federal (FUNIF); PROMIN; Comunidad Económica Europea; Instituto Nacional del Agua y el Ambiente (INA);  Agencia Alemana de Cooperación Técnica (GIZ) – como especialista en comunicación estratégica para proyectos de desarrollo, ambiente y educación.

Ha desempeñado cargos docentes de posgrado y desarrollado estancias académicas por invitación en las siguientes Universidades: Universitá degli Studi di Sassari, Cerdeña, Italia; Universidad de la República, Uruguay; Universidad Federal de Río de Janeiro, Brasil; Benemérita Universidad Autónoma de Puebla, México; Universidad Complutense de Madrid, España; Universidad Autónoma de Occidente, Cali, Colombia; Universidad Nacional Autónoma de México; Universidade da Beira Interior, Covilhá, Portugal; Universidad Mayor de San Andrés, Bolivia; Universidad d´Empresa i Comunicació de la Universitat de Vic, España; Universidad de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil; Universidad Surcolombiana, Colombia; Universidad Católica de Santo Domingo, República Dominicana; Universidad de Cuenca, Ecuador; Universidad de La Habana, Facultad de Comunicación, Cuba; Universidad Nacional de La Plata, Argentina; Universidad Javeriana, Colombia; Universidad Nacional de la Patagonia San Juan Bosco; Universidade do Vale do Rio Sinos, UNISINOS, Brasil; Universidad Nacional de Río IV, Córdoba, Argentina; Universidad Tadeo Lozano, Colombia; Universidad Nacional de Salta; Universidad de Pelotas/Cátedra UNESCO de Comunicación, Brasil; Universidad Nacional de Quilmes, Argentina; Universidad de Málaga, España; Universidad Nacional Catamarca, Argentina; Universidad Autónoma de Baja California, México; Universidad Nacional de Lomas de Zamora, Argentina; Universidad Nacional de Colombia; Universidad Nacional de Cuyo, Argentina; Universidad Católica de Santiago, República Dominicana; Universidad Nacional de Río Negro, Argentina; Pontificia Universidade Católica do Río Grande do Sul, Brasil; Universidad Nacional de Córdoba, Argentina; Universidad Anahuac, México; Universidad Nacional de Tierra del Fuego, Antártida e Islas del Atlántico Sur, Argentina; Uniminuto de Colombia, Universidad Nacional de la Patagonia Austral, Argentina; Universidad Católica de Asunción, Paraguay; Universidad del Norte, Colombia; Universidad Adventista del Plata, Argentina;  Universidad Católica de Córdoba, Argentina; Universidad Diego Portales, Chile; Universidad Nacional de San Luis, Argentina; Universidad Sergio Arboleda, Colombia; Universidad de Buenos Aires, Argentina; Universidad Andina Simón Bolívar, Ecuador; Universidad Nacional del Nordeste, Argentina; Universidad Autónoma de Yucatán, México; Universidad Nacional de Villa Mercedes, Argentina; Universidad de Cádiz, España.

Entrevista com Sandra Massoni: http://www.ciseco.org.br/index.php/noticias/entrevistas/425-pesquisadora-anuncia-comunicacao-estrategica-um-encontro-na-diversidade

 

• SÔNIA FLEURY

Iniciou sua carreira acadêmica no Setor de Psicologia Social da UFMG durante a década de 1970. Neste período participou de análises institucionais com Michel Foucault e Georges Lapassade (ver G. Lapassade. Les chevaux du diable. Une derive transversaliste. Universitaires, Paris. 1974). Atuou como pesquisadora do PESES/FINEP/FIOCRUZ. Participou na luta pela democratização, como liderança em algumas das mais atuantes instituições do setor de saúde como o CEBES e a ABRASCO, onde foi formulado e impulsionado o projeto da Reforma Sanitária Brasileira que resultou na criação do Sistema Único de Saúde - SUS. Foi membro do conselho consultor do IBASE durante a gestão do Betinho, e refundar o CEBES como presidente na gestão 2006-2009. Fundou o NUPES, Núcleo de Estudos Político-Sociais em Saúde na Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz. Na Presidência da FIOCRUZ, assessorou o vice-presidente Mario Hamilton no desenvolvimento da metodologia e implantação do o 3º Congresso Interno da FIOCRUZ. Recebeu Medalha de Ouro Oswaldo Cruz do Ministério da Saúde em 2009 e em perfil traçado por Kelly Morris para a revista inglesa The Lancet, Volume 377, Issue. Foi membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, CDES 2003-2006. Também foi Membro da Comissão Nacional sobre Determinantes Sociais da Saúde (CNDSS). Sua obra foi publicada em vários idiomas e países, contando com 143 artigos em publicações científicas, 105 capítulos de livros, 12 livros publicados, 14 coletâneas organizadas. Recentemente vem desenvolvendo atividades de documentários e vídeos sobre experiências inovadoras e coordena a Plataforma Digital do Dicionário Carioca de Favelas.

Entrevista com Sônia Fleury: http://www.ciseco.org.br/index.php/noticias/entrevistas/414-dicionario-de-favelas-marielle-franco-promove-a-preservacao-e-democratizacao-do-conhecimento

 

• SUZANNE DE CHEVEIGNÉ

Est directrice de recherche émérite au Centre National de la Recherche Scientifique. Elle a été Visiting Féllow au London School of Economics. Elle est membre des comités éditoriaux de Science Communication et Enquête. Elle a préside le groupe d'experts de la Commission Européenne qui a produit le rapport Gender Challenge in Research Funding report. Elle est actuellement membre des groups de conseil (Advisory groups) pour le programme H2020 de la Commission Européenne, dans le domaines de l’Action climatique, ressources et environnement et dans celui du Genre. Elle est l'auteure de L'Environnement dans le journal télévisé – Médiateurs et visions du monde et premier auteur de Les Biotechnologies em débat – Pour une démocratie scientifique.

Entrevista com Suzanne de Cheveigné: http://www.ciseco.org.br/index.php/noticias/entrevistas/412-estrategias-discursivas-televisionadas-sao-fonte-de-aprendizado-para-criancas

 

• VALDIR CASTRO

Graduado em Comunicação Social/Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1976), Especialização em Comunicação e Planejamento (Ciespal/Equador - 1978) e Comunicação Audiovisual e Meio Rural (Ministério da Agricultura do Peru/FAO/ONU - 1976), Especialização em Comunicação Rural (UFPE - 1980), mestrado em Sociologia Rural pela Universidade Federal da Paraíba (1984) e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1996). Professor de Comunicação Rural e de Planejamento da Comunicação da PUCMinas (1977-79) e professor titular da Universidade Federal de Minas Gerais (aposentado por tempo de serviço em 4/4/2007). Atua nos seguintes campos: Comunicação, Participação e Mobilização Social; Mídias Comunitárias; Comunicação e Saúde e Controle social; Jornalismo. Coordenador do Programa de Extensão de Mídias Comunitárias do Departamento de Comunicação Social da UFMG (2001/2006). Editor do programa Rádio InterFM, de Brumadinho, 1998-2008. Desde 2008 é é professor do programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação para a Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Instituto de Comunicação e Informação científica e Tecnológica em Saúde - ICICT).

Entrevista com Valdir Castro: http://www.ciseco.org.br/index.php/noticias/entrevistas/395-brumadinho-tragedia-vista-segundo-tres-angulos

 

Compartilhe!

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Todos os direitos reservados para CISECO - Centro Internacional de Semiótica e Comunicação

Top Desktop version